Última hora

Última hora

Rússia: Khodorkovski vê pena reduzida e Navalny é acusado de fraude

Em leitura:

Rússia: Khodorkovski vê pena reduzida e Navalny é acusado de fraude

Tamanho do texto Aa Aa

A Justiça russa diminui em dois anos a pena de prisão do antigo magnata do petróleo Mikhail Khodorkovski.

O ex-patrão da petrolífera Iukus e um dos principais críticos do presidente Vladimir Putin, detido em 2003 e sentenciado a 13 anos numa prisão da Sibéria por fraude e branqueamento de capitais, poderá sair em liberdade em Outubro de 2014.

O antigo sócio de Khodorkovski, Platon Lebedev, também viu a pena reduzida em dois anos.

Opositores do Kremlin estabeleceram paralelos entre o caso Khodorkovski e as acusações criminais contra o ativista Alexei Navalny, que dizem tratar-se de um novo exemplo da repressão de Putin sobre a dissidência.

O “blogger” anticorrupção e o irmão foram formalmente acusados de fraude e lavagem de dinheiro, num esquema que alegadamente terá resultado no desvio de mais de um milhão e trezentos mil euros da empresa de transporte postal em que ambos trabalharam de 2008 a 2011.