Última hora

Última hora

França: fim do mundo provoca menos afluência do que o esperado em Bugarach

Em leitura:

França: fim do mundo provoca menos afluência do que o esperado em Bugarach

Tamanho do texto Aa Aa

O fim do mundo não chegou, mas a pequena localidade de Bugarach, no sul de França, atraiu pseudo-extraterrestres, falsas bruxas e muitas outras personagens, mais ávidas de diversão do que receosas do “Juízo Final”.

A aldeia tinha sido apontada por crentes e excêntricos como um dos locais do planeta que escaparia ao Apocalipse, mas a afluência foi bastante menor do que o esperado.

Um visitante afirma que foi o facto de “todo o mundo falar nisso que deu algum interesse. É divertido ver toda esta panóplia de gente, mas há mais polícias e jornalistas do que outra coisa”.

Um residente explica que “nos últimos dias e mesmo nos últimos anos, foi dada demasiada atenção à aldeia. O ponto positivo é que em breve acabará e não se voltará a falar de Bugarach”.

Desinteressado do eventual fim do mundo, um grupo de militantes de uma confederação agrícola aproveitou a atenção dos media para protestar contra o projeto de construção de um segundo aeroporto na região de Nantes.

E não faltaram outros protestos, mais ou menos individuais, como o desta idosa, que se diz uma “cidadã do mundo”, presente em Bugarach para denunciar a “fome” que existe no planeta.

O fenómeno desta aldeia francesa foi “sol de pouca dura”. O correspondente da euronews, Ali Sheikholeslami, diz que “a calma regressou a Bugarach, depois do maior frenesim mediático da sua história. O ponto positivo é que o apocalipse acabou por não se concretizar”.