Última hora

Última hora

Vice-presidente egípcio demite-se em dia de referendo

Em leitura:

Vice-presidente egípcio demite-se em dia de referendo

Tamanho do texto Aa Aa

O vice-presidente egípcio demitiu-se este sábado. Mahmoud Mekky disse que a “sua missão de serviço à pátria terminou”. A demissão acontece no dia da segunda ronda do referendo sobre a proposta de Constituição, apoiado pelos islamitas.

Na primeira ronda, o “sim” venceu, segundo dados oficiais, com 57 por cento da votação. A participação ficou-se pelos 30 por cento. Foram várias as irregularidades registadas.

“Vou aceitar os resultados se forem justos mas vi que houve algumas fraudes na primeira ronda. Nesta assistiram-se a mais fraudes. Creio que as fraudes vão continuar,” afirma o realizador de cinema Khaled Youssef.

Devido à tensão política entre o poder, nas mãos da Irmandade Muçulmana, e a oposição laica, o primeiro-ministro, Hisham Qandil, recorreu a cerca de 120 mil soldados para manter a segurança nas mesas de voto.

As urnas estavam ainda abertas quando Mekky anunciou a demissão. O vice-presidente demissionário, na carta de renúncia, divulgada pela agência noticiosa do país, informou que já tinha apresentado a demissão dia 7 mas que não fora aceite devido ao ambiente de tensão que se sentia na altura.

Mahmoud Mekky é juiz e foi nomeado vice-presidente por Mohamed Morsi, a 12 de agosto.