Última hora

Última hora

Intenso frio faz 88 mortos na Rússia

Em leitura:

Intenso frio faz 88 mortos na Rússia

Tamanho do texto Aa Aa

A vaga de frio continua a provocar mortes na Rússia. Segundo dados oficiais, 88 pessoas morreram e mais de quinhentas foram hospitalizadas, em todo o país.

Os serviços de meteorologia russos preveem que, a temperatura ronde os 25 graus abaixo de zero, em Moscovo, esta segunda-feira. Várias instituições mobilizaram-se para ajudar os sem-abrigo da cidade, mais expostos à intempérie.

A vaga gelada está, também, a afetar a Ucrânia. Os termómetros baixam aos 17 graus negativos.

“Os idosos que não conseguem ir buscar lenha para o fogão estão esfomeados e a morrer de frio, como antigamente,” diz este ucraniano.

As autoridades instalaram cerca de três milhares de “pontos de aquecimento”. O objetivo é permitir que os sem-abrigo tenham acesso a aquecimento e a comida quente.

“Quando aqui cheguei, disseram-me para me sentar, ofereceram-me chá quente e deram-me comida,” conta um sem-abrigo.

Os ventos frios do Ártico afetam, ainda, a Polónia. Também aqui é a população sem-abrigo a mais afetada. Em Cracóvia serviu-se um almoço de natal, aos mais desfavorecidos.

Em Gdansk, no norte do país, mais de 50 mil pessoas estão sem água e eletricidade pois o frio intenso provocou, este domingo, a rotura de uma conduta de água quente.