Última hora

Última hora

Caras novas na primeira reunião do novo governo da Ucrânia

Em leitura:

Caras novas na primeira reunião do novo governo da Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A primeira reunião do novo governo ucraniano contou com muitas caras novas. Desde logo, o número 2 do executivo, Serguei Arbuzov, até agora presidente do banco central e que terá, já em janeiro, de renegociar a dívida de Kiev com o FMI.

Arbuzov é uma figura próxima do presidente Viktor Ianukovich e é apontado como sucessor do primeiro-ministro Mikola Azarov.

Para o ministério dos Negócios Estrangeiros foi escolhida uma personalidade pró-europeia, Leonid Kozara. “Um passo lógico e simbólico”, afirma um analista para quem esta nomeação “significa que, em 2013, a Ucrânia tem a possibilidade de finalmente assinar o acordo de associação com a União Europeia”.

Segundo a oposição, “o governo está formado de uma forma muito clara: o poder de decisão em relação a tudo o que concerne às finanças, valores e propriedade, vai ser controlado pela chamada família do presidente”, acusou Mikola Tomenko.

A Ucrânia tem de refinanciar quase 7 mil milhões de euros em 2013. Está agendada uma visita de uma equipa do Fundo Monetário Internacional, em janeiro, para negociações que se esperam difíceis.