Última hora

Última hora

Egito: Morsi apela de novo a diálogo depois de ratificar Constituição

Em leitura:

Egito: Morsi apela de novo a diálogo depois de ratificar Constituição

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Egito voltou a apelar ao diálogo, depois de ratificar a nova Constituição. Aprovado por referendo a 15 e 22 de Dezembro, o texto é fortemente contestado e deixou o país profundamente dividido.

As legislativas previstas dentro de dois meses constituem o próximo teste político, mas entretanto Mohammed Morsi defende que a Constituição representa “a aurora do novo Egito”. O presidente, apoiado pela Irmandade Muçulmana, afirma que o texto “servirá de referência para todos. É uma Constituição que coloca o presidente ao serviço do povo, que limita as prerrogativas [do chefe de Estado] e que não se traduz num presidente como mestre absoluto ou tirano”.

A oposição laica e liberal, coligada na Frente de Salvação Nacional, voltou a classificar de “fachada” as ofertas de diálogo do presidente e apelou a uma grande manifestação a 25 de Janeiro, para marcar o segundo aniversário do início da revolução egípcia.