Última hora

Última hora

Ratan Tata deixa o leme do grupo que tornou num gigante mundial

Em leitura:

Ratan Tata deixa o leme do grupo que tornou num gigante mundial

Tamanho do texto Aa Aa

No dia em que celebrou 75 anos, o emblemático empresário indiano Ratan Tata deixou a direção do grupo que ostenta o seu nome e que transformou, ao longo de cinco décadas, num gigante industrial.

Antes de deixar o leme daquela que é considerada a quadragésima quinta marca mais valiosa do planeta, o magnata fez questão de agradecer a todos os que o apoiaram “durante este longo percurso”.

O ano de 2008 consolidou a afirmação e a inovação do grupo Tata dentro e fora de portas. Desde o lançamento do famoso Nano, apresentado como o carro mais barato do mundo, uma autêntica revolução no mercado indiano, até à aquisição das marcas icónicas Jaguar e Land Rover. Foi o culminar de uma estratégia de expansão, que tinha passado também, um ano antes, pela compra do consórcio siderúrgico anglo-holandês Corus.

Dos transportes à indústria química, passando pelas telecomunicações e pelos serviços financeiros, o volume de negócios do grupo ultrapassa agora os 75 mil milhões de euros.

Radan Tata, solteiro e sem descendência, nomeou como seu sucessor Cyrus Mystry, de apenas 44 anos.