Última hora

Última hora

Novo primeiro-ministro japonês visita central nuclear de Fukushima

Em leitura:

Novo primeiro-ministro japonês visita central nuclear de Fukushima

Tamanho do texto Aa Aa

A questão nuclear domina a agenda política do novo primeiro-ministro japonês, há apenas três dias no cargo.

Este sábado, Shinzo Abe, deslocou-se à central de Fukushima para observar as operações de desmantelamento da mesma.

Mostrou o compromisso do executivo com a reconstrução das áreas afetadas pelo tsunami e crise nuclear de março de 2011 bem como o empenho na revitalização da economia.

Mas a visita deixou algumas dúvidas no ar. Shinzo Abe não esconde os planos de reativar todos os reatores nucleares, que a Autoridade de Regulação, uma entidade independente, considere seguros.

E um dos caminhos poderá passar pela mensagem de que o desastre de Fukushima faz parte da história.

“A vossa coragem é a esperança e o futuro do Japão. Mas o desafio mantém-se. Esta é a primeira vez na história que a humanidade é confrontada com uma operação de limpeza desta escala”, disse o primeiro-ministro japonês.

Por razões económicas, Shinzo Abe considera que o Japão não pode passar sem energia nuclear, o que poderá vir a gerar motivos de fricção.

No rescaldo da tragédia, muitos japoneses não consideram que o nuclear seja uma opção energética. Neste momento apenas dois dos 50 reatores do país estão a funcionar.