Última hora

Última hora

Obama acredita que a classe média vai ser salva do "precipício orçamental"

Em leitura:

Obama acredita que a classe média vai ser salva do "precipício orçamental"

Tamanho do texto Aa Aa

Falta pouco mais de um dia para os Estados Unidos arriscarem a queda no “precipício orçamental” que ameaça desestabilizar a economia do país.

Tudo depende de um eventual acordo entre os senadores republicanos e democratas, reunidos este domingo, e da subsequente aprovação na Câmara dos Representantes.

Barack Obama exerce pressão para o compromisso. O presidente afirma esperar que “as diferenças partidárias sejam colocadas de parte, porque a prioridade é a de garantir que as famílias de classe média não enfrentem impostos mais altos, o que poderia prejudicar fortemente a economia americana. E creio que é possível conseguir isso. Nem democratas, nem republicanos, pretendem subir a carga da classe média. Se isso for alcançado, o ‘precipício orçamental’ fica muito mais aliviado.”

Caso não haja entendimento, a partir do dia 1 de janeiro entram automaticamente em vigor subidas de impostos e cortes nas despesas públicas na ordem dos 450 mil milhões de euros.