Última hora

Última hora

Adeus 2012, olá 2013

Em leitura:

Adeus 2012, olá 2013

Tamanho do texto Aa Aa

Contagem decrescente para 2013. O ano novo já chegou à Praça Vermelha e dirige-se, compassadamente, até ao Cabo da Roca, antes da travessia do Atlântico.

No meio da festa, em Moscovo, 25 opositores de Putin foram detidos. O presidente apelou à “unidade” da Rússia, na sua mensagem de ano novo.

Com as habituais promessas de paz e prosperidade – e perspetivas de crise e austeridade – o mundo gira, imperturbável, em direção a 2013.

O Dubai afirma ter organizado a maior festa de passagem de ano do mundo. Mas o milhão de pessoas que terá descido ao centro da cidade representa apenas metade da multidão que é esperada mais logo em Copacabana, no Rio de Janeiro.

O novo ano começou a ser celebrado na Oceânia. Samoa, Kiribati e Nova Zelândia foram os primeiros a lançar os foguetes.

Em Tóquio, crise ‘oblige’, não houve fogo-de-artifício, mas as tradicionais 12 badaladas ecoaram pelo Império do Sol.

Na Austrália, Kylie Minogue foi a anfitriã do ano que começa, no tradicional e exuberante espetáculo pirotécnico em Sidney.