Última hora

Última hora

Atirador mata três mulheres na Suíça

Em leitura:

Atirador mata três mulheres na Suíça

Tamanho do texto Aa Aa

A aldeia de Daillon, na Suíça, foi palco de uma matança. Um homem atirou indiscriminadamente sobre várias pessoas, matou três mulheres e deixou dois homens feridos.

O atirador é um homem da aldeia, com distúrbios mentais, que tinha já cadastro na justiça. Ofereceu resistência à polícia, foi ferido e levado para o hospital: “Ele era conhecido dos nossos serviços por um caso de posse ilegal de armas, em 2005, e por um ou outro caso de consumo de drogas. Mas, tal como o procurador precisou, nunca tinha sido condenado por um caso semelhante a este”, disse o comandante da polícia, Robert Steiner.

O caso vem relançar o debate sobre a lei da posse de armas na Suíça. O país tem uma legislação bastante liberal neste campo e os suíços votaram, em referendo, contra regras mais rígidas, há cerca de dois anos.

Segundo as estimativas, um em cada três suíços tem uma arma. na memória de todos está ainda o massacre no parlamento regional de Zug, em que morreram 14 pessoas em 2001.