Última hora

Última hora

Incêndio destrói árvores míticas da cultura aborígene

Em leitura:

Incêndio destrói árvores míticas da cultura aborígene

Tamanho do texto Aa Aa

Duas árvores míticas da cultura aborígene, que ganharam fama através das aguarelas do artista Albert Namatjira, foram vítimas de um incêndio de origem supostamente criminosa.

A destruição da dupla de árvores nativas do deserto australiano aconteceu num momento em que as autoridades se preparavam para as incluir no registo do património nacional.

A ministra para o Desenvolvimento Indígena do Território do Norte, Alison Anderson, diz que “é muito triste, porque estas árvores eram a última ligação a um grande homem”.

Nascido em 1902 no Território do Norte australiano, Namatjira contribuiu para o reconhecimento da arte aborígene, a nível nacional e internacional.

O artista aborígene transformou as árvores que têm a curiosa particularidade de brilharem ao luar – devido à casca branca – num símbolo da identidade australiana.