Última hora

Última hora

Índia: Pai da jovem morta após violação pede a pena capital para os autores do crime

Em leitura:

Índia: Pai da jovem morta após violação pede a pena capital para os autores do crime

Tamanho do texto Aa Aa

Numa última homenagem, o pai da jovem de 23 anos, morta na Índia, na sequência de agressão sexual e física, coletiva, deitou as cinzas da filha no rio Ganges, em Mandwara Kalan, no estado do Utar Pradesh, de onde é originária a família.

Depois da cerimónia, declarou à imprensa que gostaria de ver executados os seis indivíduos que roubaram a vida à filha.

“Apoio o apelo nacional pela sentença de morte para estas bestas”, disse, acrescentando: “O jovem acusado neste caso, não deve ser perdoado, deviam ser feitas alterações à lei para que possa ser legitimamente punido por este ato horrível. Perdoar-lhe pode tornar-se perigoso quer para a população quer para o governo. Peço que a idade e o crime sejam contemplados para todos. Ainda que um dos violadores seja menor, a punição para este crime hediondo deve ser a mesma”.

Cinco dos seis implicados na violação coletiva que levou à morte da jovem já foram formalmente acusados, um sexto, por ter menos de 18 anos, deverá comparecer num tribunal de menores.

Este ataque particularmente cruel provocou uma onda de choque por toda a Índia. Milhares de pessoas têm-se manifestado diariamente, solicitando o endurecimento da lei contra a violação, num país onde milhares de mulheres são violadas todos os anos e os agressores raramente são punidos.