Última hora

Última hora

Líbano decide ajudar refugiados da Síria

Em leitura:

Líbano decide ajudar refugiados da Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O governo libanês aprovou um programa de ajuda aos refugiados sírios.

O país pede à comunidade internacional 180 milhôes de dólares para fazer face ao afluxo de refugiados provenientes da Síria.

A primeira medida do governo de Beirute será o registo das entradas de refugiados no país, de forma a atribuir-lhes um estatuto e poder fornecer-lhe ajuda humanitária.

“Aprovámos a decisão de fazer com que o governo libanês assuma o seu dever de ajuda e proteção dos refugiados no Líbano. Também decidimos lançar uma campanha diplomática com a comunidade árabe e internacional para que ajudem a suportar estes encargos”.

No Líbano vivem cerca de 170 mil cidadãos sírios. Por causa do frágil equilíbrio entre as diferentes comunidades do país, o Líbano tem tentado manter-se à margem do conflito e nunca organizou campos de refugiados, com a Jordânia ou a Turquia.

A ONU calcula que mais de meio milhão de sírios fugiu para os países vizinhos. No Líbano têm sido recebidos por familiares ou amigos e os que não têm laços no país deambulam pelo território. Nas cidades de Tripoli, Beirute e Saïda há frequentemente episódios de violência entre partidários e opositores de Bachar al Assad