Última hora

Última hora

Mali: grupo radical islâmico retira oferta de cessar-fogo

Em leitura:

Mali: grupo radical islâmico retira oferta de cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

O grupo armado islâmico Ansar Dine anunciou que retira a oferta de cessar-fogo feita em dezembro passado.

A 21 de dezembro, os elementos deste grupo juntamente com o movimento de separatistas tuaregue MNLA dispuseram-se a negociar o fim das hostilidades com o governo do Mali.

O anúncio seguiu-se a uma resolução do Conselho de Segurança da ONU que aprovou o envio de uma força armada internacional para o Mali a fim de expulsar os rebeldes islâmicos que ocupam o norte do país.

Desde a tomada de Gao, no norte do Mali, que os grupos radicais impuseram a lei islâmica nos territórios sob seu controlo.

O anúncio do grupo Ansar Dine coincidiu com um apelo lançado por três diplomatas argelinos que se encontram reféns de um grupo radical islâmico. Os três reféns apelaram ao presidente argelino Abdelaziz Bouteflika para negociar com os rebeldes a fim de garantir a sua libertação.

Os diplomatas argelinos foram raptados em abril quando a localidade de Gao passou para controlo de separatistas tuaregues mais tarde expulsos por radicais islâmicos.