Última hora

Última hora

Suíço Wegelin & Co admite evasão fiscal nos Estados Unidos

Em leitura:

Suíço Wegelin & Co admite evasão fiscal nos Estados Unidos

Tamanho do texto Aa Aa

Culpado de evasão fiscal, é assim que se declara o Wegelin & Co. O mais antigo banco suíço anuncia o encerramento e admite ter violado a lei dos Estados Unidos, ao abrir e conservar contas de cidadãos norte-americanos. Vai, assim, pagar 44 milhões de euros ao tesouro do tio Sam.

Um precedente que pode ter grandes consequências, segundo Peter V. Kunz. Este professor de Direito Comercial, na Universidade de Berna, que diz que, “ao declarar-se culpado, o Wegelin & Co. disse que todos os bancos suíços reagiriam da mesma forma. E isto é exatamente o que as autoridades americanas esperam: puderem dizer que o Wegelin & Co é apenas um banco entre muitos outros. O que seria, certamente, um problema para os outros bancos suíços.”

O caso Wegelin surge quatro anos após a, também suíça, UBS ter pago mais de 500 mil euros, aos Estados Unidos – igualmente por evasão fiscal. A grande diferença é que a UBS fez um acordo e não se declarou culpada.