Última hora

Última hora

Cenário de novas eleições é possível na Venezuela

Em leitura:

Cenário de novas eleições é possível na Venezuela

Tamanho do texto Aa Aa

A Assembleia nacional venezuelana elegeu este fim de semana o seu presidente. Sem surpresas, foi reeleito o chavista Diosdado Cabello.

Mas o que acontecerá se Hugo Chávez não puder tomar posse? As explicações de Beatriz Lecumberri, autora do livro “A Revolução Sentimental” e ex-diretora da France Presse na Venezuela:

“Todos estes rumores que falam de guerra internas entre o irmão de Chávez, Diosdado Cabello – presidente da Assembleia Nacional -, e o próprio Nicolás Maduro [vice-presidente venezuelano]… Penso que compreenderam que, se querem continuar com esta revolução, é preciso respeitar um pouco o que disse Chávez e manter a ordem.

Parece-me que, neste momento, a pergunta mais importante não é Maduro ou alguém da fileira chavista mas sim Maduro ou alguém da oposição.

Se se confirmar a ausência absoluta do presidente, o cenário que se segue é o das eleições e Chávez deixou bem claro que o seu herdeiro é Maduro. Caberá, então, aos venezuelanos decidir, portanto, entre Maduro e alguém da oposição.

Essa é a pergunta mais importante, para mim, e, sobretudo, para o destino político da Venezuela.

A oposição está preparada, neste momento, para ter um líder de peso? O candidato das eleições de outubro, Henrique Capriles, terá ainda força suficiente para se apresentar e ganhar as eleições?

Creio que a mensagem que saiu do Partido Socialista Unido da Venezuela foi: nós não estamos em guerra interna; foi antes um bloco unido contra a oposição.”