Última hora

Última hora

Índia: julgamento de violação coletiva vai decorrer à porta fechada

Em leitura:

Índia: julgamento de violação coletiva vai decorrer à porta fechada

Tamanho do texto Aa Aa

Cinco dos seis acusados da violação coletiva e morte de uma jovem indiana compareceram pela primeira vez no tribunal de Nova Deli encarregado de julgar o caso que emocionou e provocou uma vaga de protestos no país.

O ambiente caótico na sala do tribunal antes da chegada dos acusados levou a juíza que conduz o processo a decretar um julgamento à porta fechada.

Os suspeitos, com idades entre os 19 e os 35 anos, enfrentam a pena de morte. Dois terão proposto colaborar com a Justiça contra os restantes, em troco de uma sentença mais clemente.

No exterior, ouviam-se gritos de protesto contra qualquer representação legal em defesa dos acusados.

O sexto suspeito, de 17 anos, será julgado por um tribunal de menores.

A violação, a 16 de Dezembro, e posterior morte da jovem estudante de 23 anos lançou o debate sobre a violência contra as mulheres e a frequente apatia da Justiça e da polícia face a este tipo de crimes na Índia.