Última hora

Em leitura:

Falência da Virgin Megastore França


empresas

Falência da Virgin Megastore França

A Virgin Megastore França declara falência. A decisão foi anunciada pelos sindicatos e confirmada pela direção, após uma reunião do comité de empresa que se prolongou por dois dias.

O processo de falência será apresentado no Tribunal de Comércio esta quarta-feira, dia em que foi convocado um protesto dos funcionários, descontentes com a atitude do principal acionista, o fundo de investimento Butler Capital Partners.

Sylvain Alias, representante sindical, acusa: “A Virgin foi levada à falência pelo download da internet e, na realidade, pela negligência na gestão, que pode ser efetivamente sancionada pelos tribunais. É preciso dizer que há meses que a Virgin não pagava os alugueres aos proprietários”.

A Virgin Megastore, tal como a rival FNAC que se encontra em processo de reestruturação, paga caro a mudança nos hábitos de consumo de bens culturais, a começar pelo desmoronamento do mercado do CD e DVD.

A dívida da empresa é de 22 milhões de euros. Em 2008, as receitas ascendiam a 400 milhões de euros. Três anos depois eram de 286 milhões de euros.

Virgin Megastore foi vendida em 2001 pelo milionário britânico Richard Branson.

Em França emprega mil pessoas e detém 26 lojas, cujo futuro ficará nas mãos de um administrador, que será nomeado.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

Artigo seguinte

empresas

Samsung prevê bater recorde de lucros no final de 2012