Última hora

Última hora

É oficial: Hugo Chávez não toma posse na quinta-feira

Em leitura:

É oficial: Hugo Chávez não toma posse na quinta-feira

Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos rumores, o anúncio oficial: Hugo Chávez não tem condições físicas para tomar posse, como presidente da Venezuela, perante a assembleia nacional, esta quinta-feira.

Quem o disse foi o presidente do parlamento, Diosdado Cabello: “O comandante presidente pediu que vos informasse que, de acordo com as recomendações dos médicos que velam pelo restabelecimento da sua saúde, o processo de recuperação pós-operatória deve prolongar-se para lá do dia 10 de janeiro, motivo pelo qual não poderá comparecer, nessa data, perante a assembleia nacional.”
Os apoiantes de Chávez defendem que esta cerimónia é um mero pró-forma, que o presidente eleito pode cumprir, mais tarde, perante o Supremo Tribunal.

A oposição exige que o presidente da assembleia nacional assuma o cargo interinamente – o que significa novas eleições.

Cabe à justiça pronunciar-se, sobre estas duas interpretações da lei fundamental. “Tem de haver uma resposta do Supremo Tribunal. É o que diz a Constituição. Não sei por que esperam os magistrados do Supremo. A Venezuela está a criar, neste momento, sem dúvida alguma, um conflito constitucional”, insurge-se Henrique Capriles, líder da oposição e candidato derrotado às presidenciais.

Apesar da ausência do presidente eleito, internado em Cuba desde o início de dezembro, o governo prepara, para quinta-feira, uma cerimónia de confirmação da eleição de Chávez para a presidência da Venezuela. Os presidentes da Bolívia e do Uruguai já confirmaram a presença.