Última hora

Em leitura:

A importância de Paris para o PKK


França

A importância de Paris para o PKK

Didier Billion é Diretor Adjunto do IRIS, o Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas.
Em Paris, a Euronews falou com ele sobre as eventuais alterações na relação entre o PKK e o Governo turco após o assassinato das ativistas curdas no Centro de Informação do Curdistão.

Giovanni Magi – Quais são as consequências para o processo de paz?

Didier Billion – Se o principal objetivo era fazer com que esse complicado, difícil e provavelmente longo processo, falhe, só podemos esperar que isso não aconteça.
Evidentemente que na Turquia, a questão curda é o grande desafio para que o país prossiga e consolide o processo de democratização.

GM – Paris sempre foi importante para o PKK, nomeadamente para a angariação de fundos…

DB – No que diz respeito a Paris, há muito anos que existem vários casos de “Imposto Revolucionário”, assim chamado pelos dirigentes do PKK. Pessoalmente e de uma forma prosaica, eu chamaria a isso uma extorsão a que são submetidos os comerciantes curdos e turcos de Paris.
As forças antiterrorismo – lembro que o PKK continua a ser qualificado como organização terrorista não só pela França, como pela União Europeia, e pelos Estados Unidos e a Turquia – como dizia, as forças antiterrorismo e a justiça francesas levaram a cabo por várias vezes operações que conduziram à prisão de responsáveis do PKK implicados em operações financeiras ilegais. Portanto não é nada de novo a importância financeira das atividades do PKK em França e principalmente em Paris.

Ancara diz que assassinatos de Paris podem sem "ajuste de contas" interno do PKK

Turquia

Ancara diz que assassinatos de Paris podem sem "ajuste de contas" interno do PKK