Última hora

A importância de Paris para o PKK

Em leitura:

A importância de Paris para o PKK

Tamanho do texto Aa Aa

Didier Billion é Diretor Adjunto do IRIS, o Instituto de Relações Internacionais e Estratégicas.
Em Paris, a Euronews falou com ele sobre as eventuais alterações na relação entre o PKK e o Governo turco após o assassinato das ativistas curdas no Centro de Informação do Curdistão.

Giovanni Magi – Quais são as consequências para o processo de paz?

Didier Billion – Se o principal objetivo era fazer com que esse complicado, difícil e provavelmente longo processo, falhe, só podemos esperar que isso não aconteça.
Evidentemente que na Turquia, a questão curda é o grande desafio para que o país prossiga e consolide o processo de democratização.

GM – Paris sempre foi importante para o PKK, nomeadamente para a angariação de fundos…

DB – No que diz respeito a Paris, há muito anos que existem vários casos de “Imposto Revolucionário”, assim chamado pelos dirigentes do PKK. Pessoalmente e de uma forma prosaica, eu chamaria a isso uma extorsão a que são submetidos os comerciantes curdos e turcos de Paris.
As forças antiterrorismo – lembro que o PKK continua a ser qualificado como organização terrorista não só pela França, como pela União Europeia, e pelos Estados Unidos e a Turquia – como dizia, as forças antiterrorismo e a justiça francesas levaram a cabo por várias vezes operações que conduziram à prisão de responsáveis do PKK implicados em operações financeiras ilegais. Portanto não é nada de novo a importância financeira das atividades do PKK em França e principalmente em Paris.