Última hora

Última hora

Japão recusa austeridade e anuncia plano de 90 mil milhões de euros

Em leitura:

Japão recusa austeridade e anuncia plano de 90 mil milhões de euros

Tamanho do texto Aa Aa

É um enorme choque económico que o primeiro-ministro japonês espera provocar. O conservador Shinzo Abe anunciou um pacote de estímulos num valor de 13 biliões de yens, cerca de 90 mil milhões de euros.

Num país com uma dúvida pública superior a 200% do PIB (que ronda os 3,8 biliões de euros), o chefe do governo diz reconhecer a importância da “disciplina fiscal” Mas acrescenta: “Tenciono tirar a balança primária do vermelho. E sem crescimento económico não há esperança para o futuro do Japão nem para a reconstrução das nossas finanças”, remata Shinzo Abe.

O governo prevê investir em projetos de obras públicas – sobretudo, na reconstrução, no contexto do pós-Fukushima -, mas também em subsídios industriais para o desenvolvimento de novas tecnologias e garantias para os empréstimos às pequenas empresas.

Este pacote de estímulos, o maior do mundo, desde o início da crise, visa, assim, criar empregos, redinamizar o crescimento económico e travar a deflação, num movimento contrário às políticas de austeridade europeias.