Última hora

Última hora

Tragédia no Dakar

Em leitura:

Tragédia no Dakar

Tamanho do texto Aa Aa

O Rali Dakar foi manchado pela tragédia pelo segundo dia consecutivo. O motociclista francês Thomas Bourgin, de 25 anos, morreu num choque frontal com um carro da polícia chilena.

O acidente aconteceu na cordilheira dos Andes, quando Bourgin fazia o percurso de ligação antes da especial da sétima etapa, um dia depois de outro acidente que matou duas pessoas e envolveu um carro de apoio ao Rali.

Esta sétima etapa ligou Calama, no Chile, e Salta, na Bolívia. Foi ganha, nas motos, pelo norte-americano Kurt Caselli, da KTM, seguido pelo companheiro de equipa, o chileno Francisco López.

A classificação geral continua a ser comandada pelo francês Olivier Pain, em Yamaha.

Nos carros, foi o rei do Dakar, o francês Stéphane Peterhansel, em Mini, a vencer a etapa. O veterano procura aqui uma quinta vitória nos automóveis, depois de ter já ganho seis vezes nas motos. É o piloto mais premiado da história do Dakar.

O vencedor da edição de 2011, Nasser al-Attyiah, ficou-se pelo sexto lugar na etapa, mas mantém a segunda posição na geral.