Última hora

Última hora

Esquerda e direita frente-a-frente na segunda volta das eleições checas

Em leitura:

Esquerda e direita frente-a-frente na segunda volta das eleições checas

Tamanho do texto Aa Aa

Milos Zeman vai disputar, dentro de duas semanas, a segunda volta das presidenciais checas. O ex-primeiro ministro, de esquerda, recolheu 24,4 por centos dos votos das primeiras eleições por sufrágio universal direto para a presidência da República Checa.

Zeman vai defrontar o atual Ministro dos Negócios Estrangeiros, Karel Schwarzenberg, de direita, que recolheu 23,3% dos votos, num escrutínio no qual participaram mais de 60% dos 8 milhões e meio de eleitores checos.

No dia 26 de janeiro saber-se-á qual dos dois vai substituir o eurocético Vaclav Klaus, que termina o segundo mandato a 7 de março.

Jan Fischer, também ex-primeiro-ministro, recolheu apenas 16,5% dos votos apesar de, nas sondagens, ter sido, durante muito tempo, dado como um dos favoritos.

O mais colorido dos nove candidatos, o artista tatuado Vladimir Franz ficou-se pela quinta posição, com 6,8% dos votos.