Última hora

Última hora

Cameron descarta referendo sobre saída britânica da UE

Em leitura:

Cameron descarta referendo sobre saída britânica da UE

Tamanho do texto Aa Aa

A dois dias de partir para a Holanda, onde fará um discurso sobre o futuro do Reino Unido na União Europeia, David Cameron reiterou a sua posição contra um referendo a curto prazo.

Aos deputados britânicos, o primeiro-ministro grarantiu, contudo, que vai lutar por mais autonomia face a Bruxelas.

“Penso que a coisa mais perigosa para este país seria enterrar a cabeça na areia e fingir que não há um debate sobre o futuro da Grã-Bretanha na Europa. O que devemos fazer é lutar no interior da UE pelas mudanças que desejamos. Só então poderemos pedir o consentimento do povo para resolver esta questão de uma vez por todas”, disse Cameron.

Este é um dos temas políticos quentes para a presidência irlandesa da União Europeia. Numa entrevista à euronews a partir do Parlamento Europeu, em Estrasburgo, o primeiro-ministro irlandês assegura que tudo fará para impedir a saída deste estado-membro.

“O Reino Unido liderou a criação do mercado único, é um elemento importante e fundamental da União Europeia. Na minha opinião, seria catastrófico que o Reino Unido optasse por deixar a União Europeia”, disse Enda Kenny.

Em 2013, o Reino Unido celebra 40 anos de adesão à União Europeia, mas balança entre as vozes eurocéticas e os alertas sobre os danos económicos e geopolíticos de uma rutura.