Última hora

Última hora

Grupo islamita argelino faz 41 reféns estrangeiros

Em leitura:

Grupo islamita argelino faz 41 reféns estrangeiros

Tamanho do texto Aa Aa

Dois estrangeiros foram mortos e 41 sequestrados esta quarta-feira num ataque a instalações geridas por empresas petrolíferas internacionais em Ain Amnas, no sul da Argélia.

O grupo islamita dirigido pelo argelino Moktar Belmoktar reivindicou o ataque. Entre os sequestrados contam-se norte-americanos, franceses, britânicos e japoneses.

“Tudo isto tem a ver, como devem compreender, com a ação que levamos a cabo – a França, os países africanos e todos que participam na chamada MISMA – que tem por objetivo permitir ao Mali recuperar o mais rápido possível a integridade territorial”, sublinhou o presidente François Hollande.

O líder da Al Qaeda no Magrebe Islâmico, Abdallah Al-Chingetti, afirmou também que a intervenção militar francesa punha em risco todos os franceses.

Segundo um porta-voz não identificado, os atacantes agiram em represália contra a a colaboração argelina na intervenção militar francesa no Mali. A Argélia abriu o seu espaço aéreo aos caças franceses que bombardearam grupos de islamitas que controlam há nove meses o norte daquele país.

Por seu lado fonte oficiais argelinas afirmaram que um grupo de terroristas atacou as instalações da Sonatrach em Tigantourine e sequestrou um número indeterminado de trabalhadores.


Agrandir le plan