Última hora

Última hora

Boeing 787 proibido de voar

Em leitura:

Boeing 787 proibido de voar

Tamanho do texto Aa Aa

Depois dos Estados Unidos, India, Japão e Europa suspenderam os voos do Boeing 787 Dreamliner.

Um sonho que se está a tornar num pesadelo para o construtor norte-americano.

O alarme foi dado num voo da companhia japonesa, All Nippon Airlines.

Um problema de baterias obrigou a uma aterragem de emergência. Foi o sexto acidente em 10 dias, com estes aparelhos.

A confiança dos passageiros ficou abalada:

“O meu marido vai voar e eu não quero correr qualquer risco. Prefiro que ele viage amanhã ou que apanhe outro voo, esta noite, noutra companhia. Prefiro isso a colocá-lo em risco. Não quero que nada aconteça”.

As baterias eram consideradas um avanço tecnológico. Fabricadas em liga de carbono, eram ultra-leves.

Estão agora a ser investigadas, enquanto a Boeing não sabe o que fazer, com os clientes que já encomendaram unidades deste 787.

EASA statement (English)


Photo: NTSB