Última hora

Última hora

Crise de reféns na Argélia mata vários estrangeiros

Em leitura:

Crise de reféns na Argélia mata vários estrangeiros

Tamanho do texto Aa Aa

Forças militares argelinas bombardearam a plataforma de gás da BP em In Amenas, na Argélia.

São os mais recentes desenvolvimentos neste sequestro, que envolve várias dezenas de estrangeiros e locais, quase todos empregados pela petrolífera britânica.
De acordo com o líder do grupo islamita que atacou a plataforma, pelo menos 34 reféns morreram, mas de acordo com a agência de notícias Reuters, as vítimas mortais são oito dos sequestradores e seis dos estrangeiros.

Os raptores atacaram a estrutura ontem, duas pessoas morreram durante a investida, uma delas um cidadão britânico.

Eram mais de 40 os estrangeiros no complexo no momento do sequestro. Entre eles estão cidadãos americanos, franceses, japoneses, britãnicos e noruegueses.

O grupo islamita que executou o sequestro, e que atua no sul da Argélia, Katiba Moula Thamine, é também conhecido como Brigada Mascarada, e é considerado o braço regional da Al Qaeda.

Há também informação de que pelo menos 180 argelinos que trabalhavam para a BP tenham conseguido escapar do complexo industrial.