Última hora

Última hora

EUA: Lóbbi pró-armas contra-ataca propostas de Obama

Em leitura:

EUA: Lóbbi pró-armas contra-ataca propostas de Obama

Tamanho do texto Aa Aa

O poderoso lóbbi do armamento nos Estados Unidos não “desarma” e rejeita as propostas de Obama, acusando o presidente de se atacar às armas de fogo.

Horas antes do discurso de Obama, a National Rifle Association (NRA) não escondia a sua posição, ao divulgar um vídeo, onde acusava a Casa Branca de proteger as filhas de Obama com escoltas armadas, ao mesmo tempo que reforça a proibição de armas no país.

Um vídeo condenado pela Casa Branca como “repugnante e cobarde”.

Para Dan Gross, responsável de uma associação contra a violência armada:

“Há uma distância cada vez maior entre o que quer o público americano, incluindo os proprietários de armas e os membros da NRA e o que os responsáveis do governo estão a fazer. Cabe-nos a nós, ao público americano, fazer com que todos trabalhem no mesmo sentido”.

Depois do governador de Nova Iorque, o governador do Massachussets decidiu igualmente avançar com um plano de reforço do controlo de armas no estado. Os responsáveis republicanos do Texas, Wyoming e Utah afirmaram, por seu lado, que vão fazer tudo para evitar que as propostas de Obama sejam adotadas nos respetivos estados.