Última hora

Última hora

Exército argelino bombardeia campo de gás em poder de rebeldes.

Em leitura:

Exército argelino bombardeia campo de gás em poder de rebeldes.

Tamanho do texto Aa Aa

Pelo menos 34 reféns morreram quando o exército argelino bombardeou o campo de gás de Tiguentourine, tomado de assalto quarta-feira por um grupo islamita armado com ligações à Al-Qaida.

O complexo, onde estavam sequestrados várias dezenas de argelinos e ocidentais, é explorado desde 2006 por empresas do Reino Unido, Noruega e Argélia.

Catorze raptores também morreram durante a operação militar e sete estrangeiros sobreviveram ao ataque.

Localizado a cerca de 40 quilómetros da cidade de In Amenas, no centro-leste da Argélia, o complexo industrial, emprega cerca de 700 pessoas, a maioria argelinos.

Grande parte dos trabalhadores são subcontratados e não se sabe, até ao momento, quantas pessoas estavam no campo na altura do assalto do grupo islamita.

Com uma produção teórica de nove mil milhões de metros cúbicos de gás por ano, o campo de Tiguentourine representa cerca de 12 por cento da produção argelina.

Centro de tratamento de quatro jazidas de gás vizinhas, o complexo está ligado a três gasodutos de 110 quilómetros que integram a rede de transporte do gás argelino.