Última hora

Última hora

Egito: salafitas manifestam-se contra "guerra anti-Islão" no Mali

Em leitura:

Egito: salafitas manifestam-se contra "guerra anti-Islão" no Mali

Tamanho do texto Aa Aa

A intervenção francesa no Mali inflama a revolta dos islamitas radicais no Egito.

Centenas de manifestantes concentraram-se, na sexta-feira, frente à embaixada francesa no Cairo para protestar contra o que consideram ser, uma “guerra contra o Islão”.

Entre os manifestantes encontrava-se Mohamed Al-Zawahiri, irmão do atual líder da rede terrorista Al-Qaida.

Segundo um manifestante:

“A França pretende ser um país que respeita a liberdade, mas não respeita a liberdade dos outros”.

Outro afirma:

“Estamos aqui para enviar uma mensagem de paz à França. O povo egípcio opõe-se ao que está a acontecer no Mali. Penso que é incrível que, quando um país adota a lei islâmica, os países ocidentais como a França declaram-lhe logo a guerra”.

O protesto, que decorreu sem incidentes, foi rodeado de fortes medidas de segurança.

Os manifestantes lamentavam que a França não tivesse mostrado a mesma determinação para intervir na Síria, contra o regime de Bashar al-Assad.