Última hora

Última hora

Setor energético é vital para a Argélia

Em leitura:

Setor energético é vital para a Argélia

Tamanho do texto Aa Aa

A Argélia é o terceiro fornecedor de gás da Europa e a crise dos reféns levantou interrogações sobre o fornecimento. Os analistas consideram que não terá grande impacto e que os europeus podem compensar recorrendo aos dois maiores fornecedores: Rússia e Noruega.

O campo de In Amenas, situado a 1300 quilómetros a sudeste de Argel, na fronteira com a Líbia, é um dos mais importantes do país. Produz nove mil milhões de metros cúbicos de gás por dia, o que corresponde a 18% das exportações argelinas, mas a apenas 2% do gás consumido na Europa.

A Argélia é o nono produtor mundial de gás e vende para a Europa através dos gasodutos que chegam a Itália e à Espanha.

Em Portugal cerca de metade do gás consumido chega da Argélia, mas não só por via terrestre. Em Itália, na quinta-feira, o fornecimento caiu para 62 milhões metros cúbicos por dia, contra os 75 milhões esperados.

Para a Argélia o ataque ao campo de In Amenas é um grande revés. Argel procura atrair investimento estrangeiro para um setor energético, que representa 98% das receitas das exportações e 70% do orçamento.