Última hora

Última hora

Argelinos temem pela economia do país após a crise dos reféns

Em leitura:

Argelinos temem pela economia do país após a crise dos reféns

Tamanho do texto Aa Aa

A onda de choque provocada pela crise dos reféns estrangeiros na população argelina é bem visível na localidade de Amena.

Situada perto do complexo de exploração de gás, a povoação viveu de perto a angústia dos reféns e receia agora pelas consequências para a economia local:

“Agora acho que as companhias francesa vão querer abandonar as empresas e ficaremos sem trabalho, isso é um problema”.

“É claro que isto afetou toda a população daqui, porque os trabalhadores vão querer regressar a casa e para esses trabalhadores vai ser difícil ficar sem emprego”.

Uma população pacífica que compreendeu a envergadura do conflito no vizinho Mali, país que faz fronteira com a Argélia.

Os grupos islâmicos que defendem a Jihade movimentam-se entre os dois países.