Última hora

Última hora

Rajoy reage às suspeitas de corrupção no PP

Em leitura:

Rajoy reage às suspeitas de corrupção no PP

Tamanho do texto Aa Aa

As fortes suspeitas de corrupção do antigo tesoureiro do Partido Popular (PP) está a embaraçar o primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy que foi obrigado a explicar-se público e dissipar condutas impróprias no PP.

O escândalo subiu de tom depois da revelação de que o tesoureiro Luis Barcenas chegou a ter mais de 22 milhões de euros numa conta na Suíça.

Mariano Rajoy fala em firmeza. “Se alguma vez tiver conhecimento de irregularidades ou condutas impróprias relacionadas com militantes do nosso partido, então terei a mão firme”, declarou.

O líder da oposição, Alfredo Perez Rubalcaba, aproveitou o alegado deslize para enviar um recado ao governo. “Se ficar provado que o senhor Barcenas aproveitou a amnistia fiscal para branquear o seu dinheiro, o ministro do Tesouro, o Senhor Montoro, terá que se demitir”.

Luis Barcenas, começou a ser investigado em 2009. Declarou dez milhões de euros ao fisco no ano passado no quadro de uma amnistia.
Segundo o jornal espanhol El Mundo, Barcenas seria o responsável pelo pagamento de comissões ocultas a vários membros do partido, provenientes de empresários e homens de negócios.