Última hora

Última hora

Número de reféns mortos pode ascender aos 48

Em leitura:

Número de reféns mortos pode ascender aos 48

Tamanho do texto Aa Aa

O número de civis mortos na crise de reféns na Argélia será mais do dobro em relação aos 23 já avançados pelas autoridades. Este domingo foram encontrados mais 25 cadáveres, segundo um canal de televisão argelino.

As forças armadas argelinas têm sido alvo de polémica pela forma como geriram a crise. Terão mesmo bombardeado viaturas com reféns no interior. Um vídeo ainda não autenticado e relatos de um refém sobrevivente indiciam que helicópteros terão disparado contra um comboio de viaturas de guerrilheiros que tentavam escapar levando civis com colares de bombas.

Circulam também informações de que os islamitas executaram reféns assim que se iniciou o assalto final das forças especiais no sábado.

A confirmarem-se as novas informações, os 4 dias da crise em In Amenas terão resultado em 48 reféns mortos. Os 32 militantes islâmicos que alegaram pertencer ao grupo “signatários do sangue” foram abatidos.