Última hora

Última hora

Áustria decide manter serviço militar obrigatório

Em leitura:

Áustria decide manter serviço militar obrigatório

Tamanho do texto Aa Aa

Contrariamente à tendência no resto da Europa, a Áustria decidiu em referendo manter o serviço militar obrigatório.

Segundo os resultados oficiais, 59,8 por cento dos austríacos votaram a favor. A taxa de participação situou-se acima dos 50 por cento.

O resultado representa uma derrota para o chanceler social-democrata, Werner Faymann, e para o ministro da Defesa, Norbert Darabos, que tinham feito campanha pela profissionalização do Exército.

Já o chefe da diplomacia, o conservador Michael Spindelegger, disse estar “bastante contente” com o resultado. Os democratas-cristãos, parceiros da grande coligação liderada por Faymann, tinha militado pela manutenção do “status quo”.

O escrutínio é também uma derrota para o influente presidente da Câmara de Viena. Foi Michael Haupl quem lançou a ideia do referendo, mas a circunscrição da capital austríaca foi a única a votar maioritariamente pelo abandono do serviço militar.