Última hora

Última hora

Derrota "dolorosa" para Merkel a oito meses das legislativas alemãs

Em leitura:

Derrota "dolorosa" para Merkel a oito meses das legislativas alemãs

Tamanho do texto Aa Aa

A popularidade de Angela Merkel não chega para evitar uma décima segunda derrota consecutiva da CDU num escrutínio regional.

O candidato da oposição do SPD, Stephan Weil, venceu ontem o escrutínio na Baixa Saxónia, por uma diferença de apenas 0,4% dos votos (46.3% SPD – 45.9% CDU).

Uma vitória, celebrada pelo líder da formação, Sigmar Gabriel:

“Doze eleições sem uma maioria para a Chanceler… O que podemos dizer hoje é que a eleição federal está em aberto, caros amigos. Nós vamos lutar e vamos repetir em todo o país o que aconteceu aqui na Baixa Saxónia”.

A oito meses das legislativas nacionais, a derrota do candidato regional da CDU, David McAllister (de origem escocesa), tem um sabor amargo para Angela Merkel que, no entanto, bate todos os recordes de popularidade, a nível nacional.

A Chanceler que se implicou pessoalmente no escrutínio, admitiu ter sofrido uma derrota dolorosa:

“Não vou esconder que, depois do entusiasmo suscitado por esta eleição, que esta derrota é ainda mais dolorosa. Estou triste que não tenhamos vencido, mas, como alguém já afirmou, já sofremos derrotas piores”.

O resultado da CDU, no quarto maior estado alemão, tem uma consequência ainda mais dolorosa para a Chanceler – depois do escrutínio de domingo, SPD e verdes contam com uma maioria esmagadora na câmara alta do parlamento(Bundesrat), com a capacidade de bloquear propostas legislativas.