Última hora

Última hora

Japão tem ainda dez desaparecidos em In Amenas

Em leitura:

Japão tem ainda dez desaparecidos em In Amenas

Tamanho do texto Aa Aa

O Japão terá sido o país que deixou mais vítimas na tomada de reféns no complexo de gás de In Amenas, na Argélia. Dez japoneses estão ainda dados como desaparecidos.

O vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Minoru Kiuchi, e o presidente da empresa nipónica de engenharia JGC – que tinha 78 trabalhadores no campo, entre os quais 17 japoneses – foram verificar a situação.

“Condenamos firmemente o ataque terrorista e espero que não haja apenas sobreviventes japoneses mas de outras nacionalidade e que se encontrem seguros e de perfeita saúde”.

No Reino Unido uma reunião de emergência teve hoje lugar depois de muitas críticas à falta de informação do governo argelino sobre a operação militar levado a cabo pelas forças especias de Argel.

Diante dos parlamentares David Cameron declarou que Londres deveria ter recebido todos os esclarecimentos sobre esta operação, e que a responsabilidade de todos esses mortos terá de ser imputada aos terroristas.

“Senhores parlamentares muitas questões estão ainda sem resposta sobre a globalidade deste incidente mas uma coisa é clara, este ataque mostra bem a ameaça que estes grupos terroristas representam nesses países e para as pessoas dessa região, para os nossos cidadãos, as nossas empresas e interesses”.

Apesar das mortes ocorridas entres os reféns as forças especiais de Argel resgataram 792 pessoas, 107 dos quais estrangeiros.