Última hora

Última hora

Mali: Rebeldes islamistas desertam Diabali para se reagruparem mais a norte

Em leitura:

Mali: Rebeldes islamistas desertam Diabali para se reagruparem mais a norte

Tamanho do texto Aa Aa

Ao final de uma semana de combates, as forças francesas e malinesas tomaram, esta segunda-feira, as cidades de Diabali e Douentza, no centro do Mali.

Os militares afirmam que os rebeldes islamitas teriam desertado a cidade, após os combates e bombardeamentos, que provocaram a morte de pelo menos 15 islamitas.

Para trás ficaram várias viaturas roubadas ao exército malinês, durante a ofensiva rebelde de há duas semanas.

Algumas fontes no local afirmam que os rebeldes ter-se-iam retirado há vários dias da cidade e que estariam a agrupar-se mais a norte, em Tombuctu.

Um habitante de Diabali afirma:

“Os rebeldes tinham posicionado os seus veículos frente à minha casa. Disse à minha família para partir, mas eu decidi ficar. Os aviões bombardearam o campo dos rebeldes e os todo-o-terrenos frente à minha casa. Depois da primeira bomba, desmaiei, quando recuperei os sentidos, vi que os aviões regressavam. Caiu uma nova bomba e desde então dói-me a cabeça e perdi parte da visão”.

A tomada de Diabali, ocorre uma semana depois do início da ofensiva franco-malinesa e num momento em que as tropas africanas avançam lentamente sobre o terreno.

Em Bamako, o governo decidiu prolongar, por três meses, o estado de emergência declarado no início da intervenção militar, a 11 de janeiro.