Última hora

Última hora

O financiamento do futuro

Em leitura:

O financiamento do futuro

Tamanho do texto Aa Aa

Serge Rombi, euronews:

“Bem-vindo ao Business Planet. O crowdfunding – ou por outras palavras: o financiamento colaborativo – permite desenvolver um projeto empresarial com recurso à contribuição modesta de dezenas ou centenas de pessoas, por exemplo através das redes sociais. Trata-se de uma tendência real neste momento na Europa. No ano passado terão sido angariados cerca de 500 milhões de euros desta forma, duas vezes mais do que em 2011. Para melhor compreendermos este fenómeno viemos até Amesterdão, na Holanda.”

Esta sociedade é a primeira plataforma de crowdfunding especializada em aplicações para smartphones. O conceito é bastante simples: basta promover uma ideia na plataforma; se os restantes utilizadores a considerarem interessante vão financiá-la enquanto a sociedade se preocupa com o seu desenvolvimento. Em alguns meses a plataforma seduziu três centenas de investidores de todo o mundo.

Aernoud Dekker, fundador da Sellanapp:

“Atualmente, na era da internet, é mais fácil encontrar cem pessoas dispostas a investir cinco euros do que uma pronta a meter 500 dólares num negócio.”

A empresa conta com quatro empregados na Holanda e seis programadores em França e na Ucrânia, e foi criada graças ao crowdfunding.

Aernoud Dekker, fundador da Sellanapp:

“O aspeto mais interessante do financiamento colaborativo é que se vota com a carteira. Em vez de dizer “eu gosto desta ideia, desta banda ou deste produto”, investe-se uma pequena soma de dinheiro. Além disso, partilha-se o risco do investimento numa aplicação por imensas pessoas.”

Serge Rombi, euronews:

“Para aprendermos mais sobre o crowdfunding vamos até ao Eye Film Museum de Amesterdão onde nos espera um dos melhores especialistas na matéria.”

Neste período de crise é cada vez mais difícil de obter um crédito bancário. O financiamento colaborativo permite contornar este obstáculo uma vez que coloca os empresários mais próximos de outras fontes de financiamento, nomeadamente o capital de risco e os business angels.

Oliver Gajda, cofundador da European Crowdfunding Network:

“O crowdfunding pode mostrar a este tipo de investidores que um dado projeto tem pernas para andar, além de partilhar e reduzir o risco associado ao projeto.”

Atualmente existem cerca de 200 plataformas de crowdfunding na Europa. Antes de lançar uma ideia é preciso pensar muito bem na forma de a apresentar.

Oliver Gajda, cofundador da European Crowdfunding Network:

“É preciso saber vender uma ideia numa plataforma de crowdfunding porque na maioria dos casos apenas se pode apresentar um pequeno vídeo e algum texto. A chave reside na apresentação.”

Aernoud Dekker, fundador da Sellanapp:

“Os fatores chave de sucesso para uma campanha bem-sucedida são: 1) simplicidade, uma história simples vai chegar a mais gente; 2) mais media significa mais dinheiro: por isso abram todos os canais possíveis; e, por fim, levem a sério as pessoas que acreditarem na ideia porque eles serão os futuros embaixadores.”