Última hora

Última hora

Merkel e Hollande reúnem os "filhos" do casal franco-alemão

Em leitura:

Merkel e Hollande reúnem os "filhos" do casal franco-alemão

Tamanho do texto Aa Aa

Cinquenta anos depois da reconciliação oficial dos antigos inimigos da segunda guerra, François Hollande e Angela Merkel, multiplicaram, em Berlim, as cerimónias simbólicas.

Os dois responsáveis políticos presidiram uma celebração com artistas dos dois países, esta manhã, na embaixada francesa na capital alemã.

Um evento com os “filhos” do casamento franco-alemão, filhos pródigos, segundo o realizador Wim Wenders:

“Foi graças a este casal que me tornei cineasta. E hoje para os jovens desta profissão, este casamento é menos evidente, é menos vivo, suscita menos curiosidade mútua, mas podemos reinjetar mais energia e foi disso que falámos”.

Se, para alguns, ao final de 50 anos de relacionamento, a razão arrisca-se a prevalecer sobre o coração, já para dois jovens dos dois países, entrevistados em Berlim, a paixão permanece.

Uma francesa lembra, “realizamos muitos intercâmbios e conhecemos bem os jovens alemães, é muito importante ter amigos alemães”.

Um alemão afirma, “a escola continua a promover muitos intercâmbios com frança, também temos aulas de francês em todos os níveis de ensino. Mesmo a televisão dá-nos uma imagem de que as relações entre os dois países são algo muito especial na Europa”.

O enviado da euronews a Berlim, conclui:

“Estas cerimónias pretendem reavivar as emoções numa relação franco-alemã que arrefeceu nos últimos anos. O mundo de hoje é diferente do da era de Adenauer e De Gaulle, mas a relação entre a França e a Alemanha continua a ser decisiva para a concretização do projeto europeu”.