Última hora

Última hora

Os desafios do segmento da relojoaria de luxo

Em leitura:

Os desafios do segmento da relojoaria de luxo

Tamanho do texto Aa Aa

O Salão Internacional de Alta Relojoaria, em Genebra, serve para medir a pulsação ao mercado do luxo. Este ano esperam-se menos visitantes e os fabricantes de relógios, apesar de resistentes à crise, também sentem os efeitos.

Os resultados trimestrais da Richemont desiludiram e o maior fabricante mundial de relógios, o grupo Swatch, espera este ano um crescimento de 5 a 10%, contra 22% em 2011. A culpa é da queda da procura asiática, a começar pelo mercado chinês.

Mas o interesse pelos relógios de grandes marcas continua a ser grande, graças à categoria de compradores que investem, acreditando que “tempo é dinheiro”.