Última hora

Última hora

Rebeldes do Mali divididos

Em leitura:

Rebeldes do Mali divididos

Tamanho do texto Aa Aa

A luta contra os islamitas no Mali marcou pontos, com a cisão de um dos grupos rebeldes que ocupam o norte do país, o Ansar Dine.

Este grupo dividiu-se em dois, sendo que uma das fações reclama uma solução pacífica.

Esta fação, dirigida por um membro de uma das grandes famílias tuaregues, pede ao governo de Bamako o fim das hostilidades para que possa haver negociações.

As tropas do Mali lutam apoiadas por uma força africana e pela aviação francesa, que tem vindo a bombardear os bastiões dos rebeldes. A intervenção da França dura há 14 dias.

O Ansar Dine foi sempre visto como mais moderado e conta só com malianos, ao contrário dos outros dois, a Al-Qaida do Magrebe Islâmico e o Movimento para a Unidade e Jihad na África Ocidental, que contam com muitos estrangeiros.

O exército do Mali também não está livre de críticas. A Human Rights Watch pede o envio de observadores da ONU e acusa o exército de levar a cabo execuções sumárias e tortura.

O governo de Bamako demarcou-se destas acusações e diz que o exército tem de ser exemplar, para não cometer os mesmos atos que os terroristas que combate.