Última hora

Última hora

Confrontos na véspera do aniversário da revolução

Em leitura:

Confrontos na véspera do aniversário da revolução

Tamanho do texto Aa Aa

Pela noite dentro dezenas de manifestantes fizeram-se ouvir na praça Tahrir, no Cairo. Aproveitaram a véspera do segundo aniversário da revolução egípcia para exigir a demissão do presidente Mohammed Mursi.

A polícia interveio e recorreu a gás lacrimogéneo para tentar dispersar a multidão, a maioria partidária da oposição que considera que o chefe de Estado e a Irmandade Muçulmana – que o catapultou ao poder nas eleições do ano passado – traíram os fundamentos da revolução. Acusam-nos de querer dominar a era pós-mubarak.

Esta sexta-feira, o dia em que se celebra o início da revolução, esperam-se várias manifestações.

A irmandade muçulmana já anunciou que vai reduzir a presença nas ruas para evitar previsíveis confrontos.