Última hora

Última hora

Tombuctu património da Humanidade

Em leitura:

Tombuctu património da Humanidade

Tamanho do texto Aa Aa

Tombuctu, património da Humanidade desde 1988, sobreviveu até hoje, desde a fundação pelos tuaregues em 1100.
Três das mesquitas dos séculos XIV e XV são as mais antigas do África ocidental; os mausoléus e manuscritos antigos constituem um tesouro único que suscita muitas preocupações.

Os radicais islâmicos de Ansar Dinem destroem tudo à sua passagem.
Em junho, destruiram os santuários sufitaspor consideraram o culto como idolatria, pois a versão que têm do islão é bastante primária e rigorosa.

A destruição de monumentos é utilizada como arma contra a UNESCO, que uns dias antes, classificou Tombuctu património mundial em perigo.

Em julho, a diretora geral da UNESCO alertou, mais uma vez, para o risco que corria o património cultural da cidade:

Irina Bolova. Directora General de la UNESCO

“Estamos muito preocupados com o que se está a passar no Mali, preocupadíssimos com as destruições do Património da Humanidade, mausoléus, mesquitas e manuscritos com enorme valor para a Humanidade.”

Os manuscritos de Tombuctu, que serão cerca de 100 mil, são tesouros de valor inestimável. Este património sobreviveu desde o período pré-islâmico no seio das famílias, através das gerações. Os documentos abrangem todos os domínios do saber humano, desde a astronomia ao direito.

Foi um capital cultural assegurado pelos nómadas
durante das longas viagens de caravana, repetidas através dos séculos, principalmente no séc XIV e XV, quando a região do sul do Sara era próspera.

Um dos responsáveis pela missão cultural Imbuktu
exemplifica com o caso dos nómadas: “todos têm bibliotecas ambulantes. Quando levantam o acampamento, colocam os manuscritos em bolsas de couro e escondem-nos em covas que tapam. A população desloca-se. TRês ou quatro meses depois regressam e como a população conhece bem o terreno, desenterra a biblioteca. Nalguns casos conservam os arquivos, mas em péssimas condições”.

Os arquivos milenares têm desafiado os tempos. Muitos foram afetados pela humidade e a traça…tem havido esforços de restauração e duigitalização. Mas os tempos modernos trouxeram uma ameaça mais destruidora e terrível dos que havia outrora em Tombuctu: o fanatismo dos grupos armados.