Última hora

Última hora

O braço de ferro entre Arcellor Mittal e o governo belga

Em leitura:

O braço de ferro entre Arcellor Mittal e o governo belga

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de um milhar de manifestantes envolveram-se esta manhã em confrontos com a polícia, em Namur, na Bélgica, à margem de uma manifestação contra o encerramento parcial de uma siderurgia no país.

As autoridades tentaram dispersar o protesto com canhões de água, depois dos manifestantes terem tentado penetrar na sede do governo local francófono.

Pelo menos quatro polícias ficaram feridos durante os confrontos.

No interior do edifício, sindicalistas e autoridades locais discutiam soluções para evitar o despedimento de mais de mil trabalhadores da siderurgia da Arcellor Mittal em Liége.

À semelhança do que se passou recentemente em França, a multinacional evoca a degradação do mercado europeu, para justificar o encerramento da seção de laminagem a frio da instalação.

Uma decisão que representa um golpe duro para a economia belga, depois do anúncio do encerramento de uma fábrica da Ford para o próximo ano, da qual dependem 10 mil trabalhadores.

O governo da Valónia, região francófona, procura agora uma empresa que queira retomar a instalação, não excluíndo a hipótese de nacionalização parcial de parte da empresa.