Última hora

Última hora

A última "volta ao mundo" de Hillary Clinton antes de deixar a diplomacia americana

Em leitura:

A última "volta ao mundo" de Hillary Clinton antes de deixar a diplomacia americana

Tamanho do texto Aa Aa

A três dias de deixar as funções de secretária de Estado, Hillary Clinton fez ainda uma volta ao mundo, através de uma video-conferência inter-continental.

Clinton respondeu a questões vindas da Europa, Ásia, África e América Latina sobre política externa e deixou algumas críticas para consumo interno, sobre as clivagens partidárias:

“Pode-se ser partidário, pode-se ter um forte sentido da justeza das nossas posições, mas a democracia e o exercício legislativo requerem compromissos. Não se pode deixar o compromisso tornar-se uma palavra abjeta, porque assim caminha-se para o fanatismo”.

De todo o mundo vieram questões sobre o futuro político da mulher que foi primeira dama, senadora, chefe da diplomacia. Aos que quiseram saber se Hillary será candidata às presidenciais de 2016, foi a diplomata que respondeu:

“Para já só estou a pensar em terminar o meu mandato como secretária de Estado e depois em recuperar o atraso de 20 anos de privação de sono”.

O mandato termina na próxima sexta-feira, altura em que passará o testemunho ao sucessor, John Kerry. Mas os americanos não vão facilmente esquecer esta mulher.

“Este encontro global mostrou a imensa popularidade de Hillary Clinton em todo o mundo. Consequentemente foram muitas as perguntas sobre uma possível candidatura à presidência em 2016. Apesar de não nos ter dito, ela anunciou que vai escrever mais umas “memórias”, refere o nosso correpondente em Washington, Stefan Grobe.