Última hora

Última hora

Detido número dois da Câmara de Lloret de Mar

Em leitura:

Detido número dois da Câmara de Lloret de Mar

Tamanho do texto Aa Aa

A Guardia Civil espanhola deteve, na manhã desta terça-feira, o adjunto do presidente da Câmara de Lloret de Mar, a conhecida estância balnear catalã.

O número dois da autarquia, Josep Valls, foi identificado no âmbito da Operação Clotilde, que revelou uma rede de branqueamento de dinheiro alegadamente ligada à máfia russa.

Valls, que é também presidente do clube de futebol de Lloret, é suspeito de ter recebido patrocínios desportivos, por parte do empresário russo Andrei Petrov, a troco de concessões urbanísticas, nomeadamente na construção de um novo centro comercial.

Ao que tudo indica, esses patrocínios ascendiam a 30 mil euros por ano. O período em questão refere-se à anterior edilidade, quando Valls se ocupava do pelouro do Urbanismo.

Petrov também se encontra detido, assim como o seu cunhado, igualmente de nacionalidade russa, e uma arquiteta local, todos acusados de branqueamento de capitais e falsificação de documentos.