Última hora

Última hora

PIB dos Estados Unidos contrai e FED mantém estímulos

Em leitura:

PIB dos Estados Unidos contrai e FED mantém estímulos

Tamanho do texto Aa Aa

A Reserva Federal mantém a política inalterada depois da economia norte-americana ter contraído inesperadamente no final de 2012.

Os cortes no orçamento da Defesa, os maiores em quatro décadas, a queda dos inventários e das exportações não foram totalmente compensados pelo aumento do consumo e do investimento privado e o recuo das importações.

Pela primeira vez desde junho de 2009 e segundo as primeiras estimativas oficiais, a economia norte-americana recuou 0,1%, depois de ter crescido mais de 3% no trimestre precedente. No conjunto do ano, o PIB dos Estados Unidos cresceu 2,2%, contra 1,8% em 2011.

Os dados do Departamento do Comércio são, segundo a Reserva Federal, uma pausa temporária. O banco central, liderado por Ben Bernanke, decidiu manter a política monetária inalterada.

As taxas vão assim manter-se próximas de zero e vai prosseguir o programa mensal de compra de ativos, no valor de 85 mil milhões de dólares.

A Casa Branca acusa os republicanos de terem contribuído para a contração económica. A ameaça do precipício orçamental não travou a subida do consumo em dezembro, mas é um fator tido em conta pela FED, que tenta impulsionar a economia para fazer baixar o desemprego.

Os dados, esperados sexta-feira, deverão mostrar que a taxa se manteve inalterada, em janeiro, nos 7,8% pelo terceiro mês consecutivo.