Última hora

Última hora

Presidente do Egito encurta viagem à Europa

Em leitura:

Presidente do Egito encurta viagem à Europa

Tamanho do texto Aa Aa

O exército do Egito alertou, esta terça-feira, para o perigo da “derrocada do Estado” se a crise que o país atravessa se prolongar.

As manifestações de protesto continuam nas proximidades da praça Tahrir, no Cairo, mas a violência nas ruas diminuiu esta terça-feira. Nos últimos seis dias morreram mais de 50 pessoas nos confrontos, um pouco por todo o território.

Com o país em efervescência, o presidente parte esta quarta-feira para uma visita à Alemanha.
Morsi vem tentar convencer a Europa das intenção democráticas do seu governo e da necessidade do investimento estrangeiro.

A visita deveria passar também por França, mas a presidência francesa já confirmou o seu adimento. Morsi deveria estar em Paris na sexta-feira, o dia em que a oposição apelou a manifestações de protesto em todo o Egito.

Em Port Said, cidade que conta mais de 40 mortos nos últimos dias, milhares de pessoas voltaram a violar o recolher obrigatório imposto pelo presidente no domingo. O mesmo aconteceu em Ismailia e Suez.

O exército foi enviado para as três cidades para proteger os edifícios públicos e as instalações vitais.